sexta-feira, agosto 09, 2013

Lançamento do Programa "HORÁRIO NOBRE"

Hoje ás 20:00 hrs a banda Voris Vulgar marca a estreia do novo programa da Rádio MIRC na Web

 

O Projeto MIRC tem orgulho em apresentar o Programa Horário NOBRE, que deixará as suas noites de sexta-feira mais rock n' roll. 
Iniciando ás 20:00 hrs, o programa de aproximadamente 1 hora de duração, apresentará músicas de bandas que foram destaques em nossas redes sociais; Seja com grande número de "curtidas" e "compartilhamentos" em nosso face, visualizações de vídeos em nosso canal do youtube , ragtags em nosso twitter, entre outros. A proposta é o reconhecimento de bandas que possuem uma grande participação nas redes sociais, e consequentemente um público fiel, que está sempre antenado nas atividades em que a banda participa.


E para abrir com muito estilo teremos a banda Voris Vulgar, que possui um som alternativo, com influencias grunges, punks, hard e pop rock. 
Os caras se destacaram devido ao grande número de visualizações em uma postagem, feita durante nosso último evento.
Devido a repercussão da publicação, a galera vai poder conferir o show da banda no festival "Prévia do Distorção 2013", que foi realizado dia 27/07 no CUCA Che Guevara. Essa apresentação foi transmitida ao vivo no dia do evento, mais pra quem perdeu, essa é a chance de dar uma conferida.
Então é isso pessoal, essa noite vocês já tem programa marcado ás 20:00 hrs é só acessar : radiomircnaweb.blogspot.com.br.   Esperamos vocês!

Ps. Atenção bandas, se liguem... mobilizem seus fãs, amigos, vizinhos, cachorro, papagaio. Porque nós estamos de olho e a próxima banda pode ser a sua.



Programa "HORÁRIO NOBRE"

Apresentação do show, vozes:
Paulo Lima e Thais Xavier 

Apresentando banda Voris Vulgar:
Andre Almeida [Vocal & Guitarra]
Marciliu's Guitars [Back vocal & Guitarra]
Charles Costa [Baixo]
Henrique Marques [Bateria]
site: http://vorisvulgar.blogspot.com.br/search/label/A%20Banda 

 Apoios:
Casa Fora do Eixo 
Coletivo entre Pólos
Comedor de Cogumelos
CUCA Che Guevara
Trupe Produções


Resenha por Francis Helen